quinta-feira, 22 de julho de 2010

Ha algo aqui?

O que eu tenho na cabeça?

Depois de passar quase cinco dias tendo pesadelos terríveis com ele ( onde em todos ele me dava um chute, ou brigava feio comigo, ou.. bem, não quero falar sobre isso. ), sentindo nós imensos na garganta só por estar com uma saudade filhadaputa que não passa e sem conseguir tirar seu nome de minha boca.. eu, finalmente, tive uma oportunidade linda de dizer um simples:

"Estou com saudades."

Mas nãão, eu tinha que ser idiota a ponto de ficar me fazendo de chata e mal falando com ele. Por quê meu Deus? Pra quê? Se fazer de "difícil" agora é legal?
Eu queria ter dito mil coisas, ter conversado muito e ter falado como eu estava mal esses dias sem ele. Mas, de que ia adiantar? Minha cabeça ainda tá girando feito carrossel e eu só faria mal a mim mesma e a ele. Acho que foi melhor, ficar na minha e calada. Não quero mais alimentar nada e nem deixar isso mais comprometido do que já está.


" There's nothing you can know that isn't known,
Nothing you can see that isn't shown.
Nowhere you can be that isn't where you're meant to be,
It's easy. "

2 comentários:

  1. Concordo Tamy, mas, querida, ouça sempre o seu coração, com cautela, mas ouça! fikdik

    ResponderExcluir

cuidado com o que pensa, não com que escreve. (: